Intervençoes

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Flávio Dino anuncia nova Casa da Mulher durante campanha de ativismo pelo fim da violência

Governador Flávio Dino e ex-ministra Eleonora Menicucci
No dia mundial do Laço Branco, que marca a participação dos homens pelo fim da violência contra a mulher, o Maranhão deu mais um importante passo para enfrentamento do problema. Nesta quarta-feira (06), durante o encerramento da campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, o governador Flávio Dino anunciou a construção de mais uma Casa da Mulher.

“Vamos fazer uma casa, essa com recursos próprios do Governo do Maranhão. Ela já está no planejamento de 2018 e esse centro especializado, que reúne serviços irá atender a região de Imperatriz”, afirmou.

O anúncio foi feito na solenidade de encerramento da campanha promovida desde o dia 14 de novembro pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Mulher (Semu).

Após semanas de atuação em diferentes instâncias da sociedade, a programação encerrou com o painel “As mulheres e as lutas pelos Direitos Humanos”. O evento contou com a participação de Eleonora Menicuchi, ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres.

Homenagem

A ex-ministra, que atuou na concretização de importantes políticas do Governo Federal para o Maranhão, recebeu das mãos do governador Flávio Dino a medalha do Mérito Timbira, honraria concedida a personalidades que contribuíram com o bem-estar social, material e espiritual do povo maranhense.

“Estou emocionada, é uma honra e um orgulho. Quero de público dizer o valor político e emocional que tem essa medalha para mim. Em nome de tudo que fiz, da ditadura, da prisão que sobrevivi; e a luta continua, é a luta pela democracia”, afirmou.

A ex-ministra também elogiou a manutenção e os avanços atingidos pelo Maranhão na proteção da mulher e no enfrentamento da violência.

“É muito significativo e muito importante que, neste momento de desmonte de políticas nacionais, você possa contar com uma coronel coordenadora de uma patrulha Maria da Penha”, destacou Eleonora.

Ativismo

Além da Patrulha Maria da Penha, formada por policiais militares que acompanham mulheres que estão sob medida protetiva, o Maranhão avançou no enfrentamento à violência contra a mulher com ações como a criação do Grupo de Trabalho permanente contra o feminicídio; a criação da coordenadoria de Delegacias especializadas da Mulher, que garantiu o funcionamento 24h durante todos os dias da semana; além da abertura e manutenção da Casa da Mulher Brasileira e do Ônibus Lilás, unidade móvel que percorre a zona rural de todo o estado levando conscientização e atendimento às mulheres.

Especialistas discutem nessa Quinta Feira (7) em São Luís 'Indústria e Desenvolvimento: Estratégias para superar a crise e construir um novo Projeto Nacional



Haroldão é velado e sepultado em São Luís com muita emoção de familiares, amigos e camaradas de partido

Haroldão foi velado na Sede da Escola de Samba Marambaia, no BF
O Corpo de José Haroldo de Oliveira, o Haroldão, 60 anos, foi sepultado na tarde da última Terça-Feira (5), no Parque Cemitério da saudade, no Bairro Vinhais, em São Luís. 

Com muita emoção Haroldão, quadro e liderança política destacada do PCdoB, foi velado inicialmente na Sede da Escola de Samba Marambaia na madrugada de Terça Feira e durante todo o dia, Escola de Samba que amava em vida "como se fosse uma filha", dizia.

A Sede da Escola ficou cheia de gente que gostava de Haroldão e que reconhecia naquele homem princípios de força e a firmeza de quem tem a certeza de que a luta consciente por justiça, democracia, inclusão social e sobretudo a defesa nacional da pátria são pilares de uma vida sólida. 


Haroldão segue carregado por amigos e camaradas
Durante as homenagens amigos, simpatizantes, dirigentes sindicais e do movimento comunitário, representantes de partidos, políticos, autoridades passaram para prestar homenagens ao líder comunista.

Chorando e sentindo muito a perda do amigo 'haroldinho', como ela o chamava, D. Maria Célia, histórica Presidenta da Marambaia, esteve no velório para homenagear Haroldão. 

O Governador Flávio Dino, amigo e camarada de Partido de Haroldão esteve no velório acompanhado de sua esposa Daniela Lima. Aos prantos pela perda do amigo, Flávio Dino desejou pêsames à Família nas pessoas da esposa Maricildes e da mãe Dona Evaldina.

Flávio Dino acompanhou a missa e permaneceu ao lado caixão até a saída do corpo para a o Cemitério.  

O Prefeito de São Luís Edvaldo Holanda Júnior e o Vice Prefeito Júlio Pinheiro, (amigo pessoal e camarada de partido) ao lado da Secretária de Comunicação de São Luís Conceição Castro, também fizeram questão de suspender suas agendas e ver Haroldão pela última vez.

O Presidente do PCdoB no Maranhão e Secretário de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos Márcio Jerry fez uma bela homenagem a Haroldão falando da trajetória política do amigo como militante de partido e dos movimentos sociais. 

Um momento de poderosa emoção foi quando a Bateria Sensação da Marambaia fez homenagem a Haroldão com Roberto Ricci e depois Luíz Guerreiro no vocal.

Haroldão recebe as últimas homenagens já no Cemitério
Centenas de pessoas seguiram em carreata para o Cemitério Parque da Saudade no Vinhais onde Haroldão foi sepultado. 

No caminho Haroldão foi saudado pela última vez pelo povo do Bairro quando o cortejo passou por ruas onde a presença de Haroldão sempre foi marcante em caminhadas e atividades políticas.

Foram muitos aqueles que estiveram ali para render as últimas homenagens a Haroldão.

Todos ainda meio que incrédulos com o trágico acontecimento ocorrido com o amado amigo, mas com a certeza nos olhares e gestos e palavras de ordem de que a obra política inspiradora do 'velho Haroldão' será mantida e fortalecida. 

Valeu, Haroldão!

SINPROESEMMA nas ruas denuncia os retrocessos da reforma da Previdência

Professores Raimundo Oliveira, Jôse, João Sá e Regina
Dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) reforçaram a greve nacional, na manhã desta terça-feira (5), no ato público que parou a BR 135, na saída de São Luís. 
Na manifestação da greve geral, organizada, nacionalmente, pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), os sindicalistas denunciaram os retrocessos da proposta do governo Temer, que ataca o direito à aposentadoria de todos os trabalhadores. 
Para o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, a reforma da Previdência, que tramita no Congresso Nacional, é um dos maiores e mais terríveis golpes na classe trabalhadora e, portanto, deve ser combatida com mobilização popular. “Essa manifestação tem o objetivo de levar à sociedade informações acerca desses ataques que estamos sofrendo, porque essa medida significa mais tempo de contribuição à Previdência, de todos os trabalhadores. É muito mais tempo de espera para a aposentadoria”, destacou.
Na educação pública, o professor Oliveira citou o aumento do tempo de contribuição como consequência imediata, caso os congressistas votem a proposta de Michel Temer para a Previdência. “Com a reforma da Previdência, a aposentadoria especial do magistério acabará. A professora não vai mais se aposentar com 25 anos de serviço e 50 anos de idade, mas vai se aposentar com 62 anos de idade. É mais trabalho e uma carga mais exaustiva para os educadores”, lembrou.
Presidente do SINPROESEMMA, Raimundo Oliveira Fala na manifestação
A secretaria-geral do Sinproesemma, Izabel Lins, lembrou que os profissionais da educação têm peculiaridades em relação a outras categorias, principalmente pelos desafios que a docência enfrenta dentro das escolas públicas brasileiras, como a falta de infraestrutura e salas superlotadas.
Segundo a dirigente, essas dificuldades estimularam a categoria a lutar pelos direitos, como a aposentadoria especial, que hoje está na mira do governo. “Os trabalhadores em educação têm uma forma diferente de trabalhar, o que gera  desgaste físico e psicológico muito grande, Então a categoria da educação perde muito com essa reforma”, ressaltou.
A coordenadora do núcleo do Sinproesemma em São José de Ribamar e secretária de Imprensa e Divulgação, Ilza Maria, também denunciou os males da reforma da Previdência, mostrando que as alterações só trazem prejuízos aos trabalhadores e isentam as camadas privilegiadas. “O adolescente terá que começar a trabalhar aos 16 anos, enquanto a elite está sendo perdoada de dívidas. Precisamos ir às ruas para não deixar a reforma ser apresentada”, frisou.
Fonte: ASCOM - SINPROESEMMA

Weverton Rocha diz não à Reforma da Previdência

Weverton Rocha é
Deputado Federal e pré candidato ao Senado pelo PDT no Maranhão

O Líder do PDT, deputado Weverton Rocha (MA), criticou, na última terça-feira (5/12), a decisão do presidente Michel Temer de pautar a Reforma da Previdência, querendo, segundo o pedetista, impor, de forma arbitrária, aos deputados que votem a favor da Reforma  sem a devida discussão do tema.
O deputado reafirmou o compromisso da bancada pedetista de votar contra a reforma previdenciária.  Para o líder, o governo não tem condições de avançar na pauta, principalmente, quando alega que o funcionário público tem privilégios – em detrimento de outros trabalhadores – que precisam ser cortados. “Isso é um desrespeito. O governo tem que abrir a caixa preta, que é o fundo social da previdência e dizer quais são os privilégios que têm as grandes empresas”, asseverou.
Weverton Rocha enfatizou ainda, que o Planalto precisa esclarecer para a sociedade como está sendo aplicada a Desvinculação de Receitas da União (DRU), que permite que o governo use 20% de todos os tributos federais vinculados por lei a fundos ou despesas. Para o deputado, esse dinheiro vai para pagar os juros da dívida do Estado, que a população desconhece.
O líder condenou também a forma como o governo se comporta ao jogar para o trabalhador a conta da reforma. Para Rocha, a reforma da previdência tem que ser feita por um governo com legitimidade e empoderado pela sociedade, com debate real. “Nós não iremos discutir essa reforma, apesar dos milhões gastos pelo governo para tentar aprovar a medida”, afirmou.

Reajuste 2018 dos trabalhadores em educação será definido pelo MEC dia 20 de Dezembro


No dia 20 de dezembro, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) acompanhará uma reunião do Fórum Permanente, convocada pelo Ministério da Educação (MEC), para discutir a atualização do Piso Salarial Nacional para os profissionais do Magistério Público da Educação Básica, momento em que deverá definir o valor para 2018.
O Piso do Magistério tem seu reajuste anual vinculado ao crescimento percentual do custo aluno do de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), e, tendo o mesmo sido registrado em 6,8177%, entre 2016 e 2017, o valor a ser praticado em 2018 deverá ser de R$ 2.455,52.
FUNDEB
No dia 30 de novembro foi publicado, no Diário Oficial da União, o ajuste do valor mínimo anual do FUNDEB, para o ano de 2017. O valor per capita passou de R$ 2.875,03 para R$ 2.926,56, em razão de ajustes nas receitas do Fundo e nas matrículas do nível básico.
Fonte: CNTE

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Velório de Haroldão acontece na Sede da Escola de Samba Marambaia no Bairro de Fátima


Os familiares de Haroldo Oliveira, o Haroldão, que faleceu na noite da última Segunda-Feira (4) em São Luís por conta de uma ataque cardíaco fulminante, informam que o velório acontece na Sede da Escola de Samba Marambaia, localizada no Bairro de Fátima. 

O corpo após passar por procedimentos em uma funerária já seguiu para o Bairro de Fátima onde fica a Sede da Marambaia e será velado durante toda a madrugada.

O enterro está previsto para acontecer às 16:00h dessa Terça Feira (5) no Cemitério Parque da Saudade, no Vinhais. 

O Blog solidariza-se com a família do amigo Haroldão bem como com seus amigos e camaradas de partido. 

Lamentável.